Como criar oportunidades de carreira e de negócios? Use o relacionamento

Esqueça inbound marketing, growth hacking e outras estratégias de marketing e vendas com nomes pomposos em Inglês que viraram moda nos últimos anos. Não me entenda mal: sou um entusiasta do marketing digital e das redes sociais, trabalho exatamente com isso na minha empresa de educação corporativa, consultoria e assessoria na área de marketing e vendas, a KEEP CALM – Marketing Estratégico. No entanto, estou cada vez mais convencido de que, em plena Era Digital – no qual a atenção é o ativo mais importante –, a melhor estratégia de marketing para atrair novos clientes ou criar novas oportunidades de carreira também é a mais antiga de todas: o relacionamento.

Em uma época em que estamos sendo bombardeados o tempo todo por centenas de mensagens de marketing e vendas no meio digital – principalmente nas redes sociais –, curiosamente a velha interação pessoal, o famoso “olho no olho”, se tornou um diferencial competitivo para atrair clientes ou promover a sua marca pessoal (se o seu objetivo profissional é buscar uma nova posição no mercado de trabalho, por exemplo).

Nos dias de hoje, ter a preciosa oportunidade de conquistar a atenção de um prospect no “offline” pode ser um fator decisivo para fechar um negócio.

Sim, a conversa de uma hora com um potencial cliente no café do shopping ou aquele encontro em um evento podem ser tão ou mais relevantes na sua estratégia de marketing e vendas que uma campanha vistosa nas redes sociais.
É claro que o marketing digital – e todos os recursos que ele oferece, principalmente relacionados a métricas –, tem papel crucial para posicionar uma marca e dar visibilidade a ela, seja uma startup ou uma empresa consolidada no mercado.

Porém, às vezes tenho a impressão de que toda essa parafernália digital está fazendo com que algo fundamental na relação entre marca e cliente fique em segundo plano: a interação entre seres humanos, o que muitas vezes é o verdadeiro diferencial para o cliente escolher esta ou aquela marca.

Se você chegou até aqui, deve estar se perguntando: mas como uso o poder do relacionamento para atrair novos clientes ou conquistar o emprego dos meus sonhos? Seguem abaixo algumas dicas simples que aplico no meu dia a dia.

Não fique só dando likes

Uma das coisas mais bacanas das redes sociais é que elas permitem que você acompanhe o que aquele seu ex-colega de faculdade anda fazendo, mesmo que você não conviva diariamente com ele. Mas que tal convidá-lo para tomar um café ou almoçar em vez de ficar apenas dando likes nas suas fotos de viagem? Entenda que é o ex-colega de faculdade, o ex-chefe, o amigo do amigo ou a prima do seu atual cliente, ou seja, pessoas que não fazem parte do seu círculo diário de convivência, é que muitas vezes vão oferecer as melhores oportunidades profissionais a você.

Frequente eventos

Qual é a frequência com que você vai a eventos, como feiras, seminários, cursos, palestras? Se a resposta é “pouca”, você deveria repensar sua agenda. Na Era Digital, os eventos acabaram se tornando a forma mais fácil de promover o relacionamento entre empresas e potenciais clientes no “mundo real”. Exatamente porque em um evento você tem a rara oportunidade de se aproximar e interagir com um prospect sem ter de esperar ou rezar para ele ter espaço na agenda para conversar com você.

Faça networking de forma “cirúrgica”

Além de frequentar eventos, é importante você fazer relacionamento de forma cirúrgica, ou seja, criar a sua própria agenda de networking com pessoas específicas do seu interesse. Planeje-se para tomar um café ou almoçar com potenciais clientes ou parceiros de negócios pelo menos uma vez a cada 15 dias. São desses encontros pontuais que podem surgir boas oportunidades de carreira e de negócios.

Use o poder do social selling no LinkedIn (e em outras redes sociais)

Você já ouviu falar de social selling? É uma estratégia de marketing focada no relacionamento, mas que usa as redes sociais como ponto de partida para a criação e fortalecimento de relacionamentos que vão resultar, no futuro, em negócios.

Ou seja, você precisa usar as redes sociais para conhecer pessoas, levantar informações sobre elas e encontrar afinidades que vão ajudá-lo a abrir caminhos para chegar no seu objetivo, seja uma venda ou uma nova posição no mercado.
Nesse sentido, o LinkedIn é a rede social ideal para você definir quais profissionais PRECISA conhecer. Como fazer isso? Acesse o perfil de um potencial cliente ou de um profissional que pode criar algum tipo de oportunidade de carreira a você. Observe seu perfil, acompanhe conteúdos publicados por ele, curta, comente, compartilhe, interaja. Estabeleça uma conexão: peça para fazer parte da rede dele. E ofereça ajuda quando tiver a oportunidade – sim, networking é isso, uma via de mão dupla. Não adianta pedir algo em troca lá na frente se você não ofereceu nada antes.

Para tentar encontrar afinidades com seu potencial cliente e “quebrar o gelo”, vale também conhecer outros aspectos da personalidade dele, que normalmente não estão aqui no LinkedIn, mas em redes sociais como o Facebook e o Instagram. Você vai se surpreender com a quantidade de informações que as pessoas entregam sobre si próprias nas redes sociais. Use-as para qualificar o seu relacionamento com elas.

Não esqueça do poder da indicação

Há ainda outro fator diretamente ligado ao relacionamento pessoal que tem papel fundamental nessa equação, aquele que chamo de supremo poder da indicação. Sua empresa provavelmente vai ser indicada para um prospect porque você entrega uma boa experiência ao seu atual cliente e se relaciona bem com ele. Está procurando uma nova posição no mercado? Se você for bem relacionado, se você alimenta o seu networking diariamente, provavelmente será indicado para vários processos seletivos por amigos e conhecidos. Eis aí dois exemplos práticos do supremo poder da indicação!

Para exemplificar o poder do relacionamento como boa estratégia de marketing empresarial ou pessoal, posso falar sobre a minha própria experiência: neste ano, conquistei pelo menos dois clientes para jobs pontuais e outros três clientes fixos para a minha empresa por meio de indicações de outros clientes satisfeitos – apesar de todos os meus investimentos em marketing digital (que não são poucos, garanto a você).

Portanto, não esqueça dessa equação: bom relacionamento + boa experiência = indicação para um novo cliente. E é exatamente por conta dessa fórmula infalível de geração de novos negócios que não tenho a menor dúvida em afirmar: o relacionamento é, e jamais deixará de ser, a melhor estratégia de marketing para criar novas oportunidades de carreira e de negócios.

Espero ter ajudado você com esse artigo. Vá em frente, faça relacionamento!

Leave a Reply