Quer fazer sua marca bombar em 2017? Aposte na diferença

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Provavelmente você já conhece essa frase, atribuída a diferentes autores, que se transformou em uma espécie de mantra no ambiente corporativo. O curioso é que a maioria das marcas faz exatamente o contrário disso, ou seja, costuma agir da mesma forma que os seus concorrentes (ou de forma muito parecida com eles). Quem consegue se diferenciar e fazer com que o cliente perceba essa diferença, cria algo essencial em marketing: valor. Se a marca não consegue se diferenciar, não cria valor e se torna pouco relevante no mercado. Se o valor está na diferença, o que sua marca está fazendo para criar valor neste novo ano? O que você está fazendo para ser relevante, para sua marca bombar em 2017?

Os questionamentos acima levam a outras perguntas. Como se diferenciar e criar valor em um cenário de forte concorrência e enorme disputa pela atenção das pessoas? Como despertar o interesse dos prospects (potenciais clientes) pelo produto/serviço oferecido por sua empresa? A mesma premissa vale para a sua marca pessoal: como um profissional pode se destacar em um mercado de trabalho no qual sobram bons concorrentes para assumir a mesma posição que você deseja? Quais são os atributos fundamentais para fazer com que sua marca não caia na vala comum do “normal”?

O primeiro atributo para sua marca se destacar é ser distinta, ou seja, diferenciada. Mas como ser diferenciada e fazer com que os consumidores percebam isso? Reflita: qual é a característica única da sua marca, aquela que a diferencia dos seus concorrentes? Pense bem nisso. Sempre há algo que só a sua marca é capaz de oferecer, sempre há alguma coisa em que você é muito bom e o torna único como profissional. Pode ser uma característica do seu produto, algo incomparável do seu serviço – que tal o atendimento? –, um atributo da sua marca que encanta o cliente. Em resumo, algo que coloca sua marca à frente das demais. Não sabe ainda? Então reflita e descubra logo.

Vou citar dois exemplos de marcas distintas. O que torna a Volvo diferenciada de outras marcas de automóveis? O atributo “segurança”. Para se diferenciar no mercado, a Volvo apostou na característica “segurança”, investindo muito em pesquisa e desenvolvimento para tornar seus carros os mais seguros do mundo. Ela também sempre soube comunicar muito bem essa característica para o mercado e, hoje, Volvo é sinônimo de segurança. E o que torna a atriz norte-americana Meryl Streep uma referência no cinema? O talento, é claro, mas também uma incrível capacidade de interpretar qualquer tipo de papel, ou seja, o atributo “versatilidade”. Meryl Streep se distingue de outras atrizes por conta dessa impressionante versatilidade profissional.

O segundo atributo para sua marca se destacar é ser autêntica, ou seja, verdadeira. Para ser autêntica, portanto, é essencial e obrigatório que sua marca entregue o que promete. Não basta dizer que é a sua marca tem o melhor produto/serviço, e no “momento da verdade”, ou seja, na hora de experimentar o produto/serviço, o consumidor não perceber o valor que foi prometido pela marca.

Por que Gisele Bündchen se tornou uma supermodelo e grandes marcas, dos mais variados segmentos de mercado, com frequência a contratam para vender seus produtos? Não, não é somente porque Gisele é bonita (o que, diga-se de passagem, é um atributo básico no mercado em que ela atua). Gisele também é autêntica: ela fotografa, desfila e se comunica com um estilo tão próprio que a coloca em outro patamar em relação às outras modelos. Quem não lembra do desfile que Gisele fez na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro?

E por que a rede de cafeterias Starbucks é um case de sucesso de marca autêntica? Por que ela promete uma experiência diferenciada, muito além de simplesmente tomar um cafezinho. Começa pelo atendimento diferenciado, com uma equipe bem treinada e atenciosa, passa pelo ambiente confortável e termina com a degustação de um café delicioso. Uma experiência completa e memorável. É importante dizer que isso ocorre em qualquer loja da rede no planeta, o que mostra o invejável padrão de qualidade da Starbucks.

O terceiro atributo para a sua marca se destacar é ser relevante para o segmento-alvo para o qual ela pretende vender seus produtos ou serviços. Relevância se conquista identificando o que é realmente importante para o seu cliente, os chamados “fatores-chave de sucesso”. A partir daí, a marca precisa trabalhar para oferecer a melhor experiência possível relacionada a esse fator-chave de sucesso. Exemplo: em uma época em que as pessoas usam a internet para quase tudo, qualquer banco que deseja manter ou conquistar clientes precisa necessariamente ter um site ou aplicativo que ofereça segurança no ambiente online para qualquer pessoa realizar suas operações bancárias com tranquilidade. Um site/aplicativo que seja fácil de usar também ajuda bastante na experiência do cliente. Segurança e facilidade em sites/aplicativos são fatores-chave de sucesso para qualquer banco hoje. Quem oferece uma boa experiência para o cliente constrói uma boa reputação, que é o segundo elemento importante para se tornar relevante para o seu segmento-alvo. Com uma boa reputação, você alimenta o marketing do seu negócio, atraindo mais clientes e provavelmente vendendo mais. Temos aí um círculo virtuoso para qualquer marca.

E o que é ser relevante no que se refere à sua marca pessoal? Da mesma forma, você precisa identificar os “fatores-chaves de sucesso” do segmento de mercado em que você atua, qualificar-se para fazer um bom trabalho e entregar resultados – mas não esqueça que para pavimentar uma boa reputação, é muito importante que você tenha habilidade para divulgar esses resultados para os públicos que interessam a você (a começar pelo seu gestor/cliente!). É válido lembrar ainda que, para construir uma “personal branding” relevante, é fundamental saber se comunicar e se relacionar com as pessoas, além de cultivar bem esses relacionamentos – é a conhecida “networking” que será decisiva para alavancar sua carreira ou mesmo te ajudar nos momentos de dificuldades que, cedo ou tarde aparecerão (quem nunca?).

Se você mapear exatamente de que forma sua marca – empresarial ou pessoal – pode ser distinta, autêntica e relevante, você já tem as ferramentas necessárias para construir e/ou lapidar o seu posicionamento de mercado – algo muito importante também, afinal, é a forma como você quer que sua marca seja percebida por seus públicos de interesse. Se você identificou com clareza o valor da sua marca, no que ela é diferente – lembre-se de que o valor está na diferença! –, tem todas as condições de fazer sua marca bombar em 2017. Espero ter ajudado você com esse artigo. Se quiser acrescentar algo interessante a esse tema, sinta-se à vontade para fazer isso nos comentários!